45

Comunidades & Networking na área de tecnologia.

O tema “comunidades” passou a fazer parte do nosso cotidiano, principalmente após a explosão das famosas redes sociais (Orkut, MSN, Facebook, Twitter) que passaram a interferir na forma como nos comunicamos. Eu já estive até comentando sobre esse assunto em outro post.

Fazem mais de 06 anos que eu resolvi fundar a comunidade http://www.mutex.com.br, logo no inicio da plataforma .NET Framework no Brasil. Eu sempre apostei na plataforma Microsoft desde os tempos do Basic, quando iniciei e vi no .NET todo o grande diferencial que já conhecemos atualmente. Como na minha região ninguém conhecia ainda, eu tive a idéia de montar esse grupo de usuários para prover informações tecnológica sobre a plataforma por meio de artigos, palestras e integração entre os participantes e empresas locais.

Hoje ainda participo ativamente de pelo menos quatro comunidades: Mutex; VSTSBrasil, Desenvolvendo para Web e Codificando.NET, além de outras ligadas a SCRUM e demais temas, trocando informações, aprendendo e ampliando minha rede de contatos profissionais.

Se você pesquisar hoje no mercado, a maioria das contratações em empresas são provenientes de indicações de outros profissionais. Fica claro que esse é um grande fator levado em consideração durante a contratação nas empresas, pois as referências é que fazem a diferença.

Por exemplo, o meu trabalho de consultoria sempre resulta em novas oportunidades de trabalho nas empresas que visito, pois estruturamos o ciclo de desenvolvimento e os clientes passam a contratar mais pessoas.

Com freqüência, nos clientes que lido diariamente ou por meio de contatos diretos, recebo muitas solicitações de oportunidades na área de plataforma Microsoft e sempre direciono para as pessoas que já conheço da comunidade. É o fluxo natural no processo você indicar as pessoas mais próximas e que tem um bom perfil profissional. Conheço também diversos casos de pessoas que faziam parte da comunidade e após conseguiram uma boa oportunidade de emprego simplesmente sumiram.

Nesses tempos modernos estão novamente buscando outras oportunidades e simplesmente estão completamente fora do “mercado”. Muitos optaram por se isolar, uma vez que não tinham mais tempo para a comunidade e estavam cômodos em suas posições de trabalho.
Tenho feito um grande incentivo para tentar mudar esse nosso cenário de tecnologia no Brasil, onde o profissional busca a comunidade apenas para tirar uma dúvida sua e depois some completamente do processo e até sem agradecer a resposta.

O conceito é muito simples: É necessário ajudar para ser ajudado. No entanto, em todas as pesquisas que fiz ao longo desses anos em diversas comunidades, conversando com pessoas que estão à frente do processo, constatei que a grande parte das pessoas somente lembram das mesmas no momento de necessidade.

Hoje em dia está mais fácil você interagir nas comunidade devido aos recursos sociais que encontramos como: Videos, Blog, Fóruns, Comentários, Tags e demais funcionalidades que permitem uma participação mais efetiva do processo de transformação. Saímos do tradicional site web em HTML estático, fomos ao dinâmico e agora estamos no “HTML Social”.

Por isso aproveite o cenário da crise mundial para refletir se não é o momento de investir na sua carreira profissional construindo uma rede de contatos e conhecimento que fazem a diferença no mercado de trabalho.

O resumo final da minha pesquisa é que sofremos de um fator chamado de “Read Only”. Termo criado e tanto comentando pelo amigo Alexandre Tarifa. Explicando para vocês em mais detalhes isso quer dizer “Somente leitura”. Na prática as pessoas até entram na comunidade, mas não procuram interagir com os recursos sociais já comentados. Não enviam artigos, não respondem a enquetes, não comentam no blog.

A melhor formar de iniciar é do básico: Se você aprendeu a fazer um pequeno exemplo, por que não escrever um artigo sobre o mesmo na comunidade? Precisamos mudar essa estratégia que a informação é sua e só você sabe. O mais legal é compartilhar, fazer as pessoas saberem que você tem esse conhecimento.

Essa carta está aberta a todos da comunidade que desejam atuar como agentes transformadores assinando esse post desde já com seu comentário.

[],
Ramon Durães
MVP, Especialista em Visual Studio Team System
Ramon é um agente transformador participa de comunidades, palestras, artigos
e livros.