Adaptando os projetos para eventualidades

Estava lendo hoje um artigo no ComputerWorld com o titulo “10 dicas para sua empresa não parar por causa da gripe suína” e lembrei de uma recomendação que faço aos clientes no sentido de se prevenir falhas no projeto com um plano de Disaster recovery.

1) Plano de redundância ou recuperação do servidor do Visual Studio Team System
2) Plano de recuperação da estação do desenvolvedor
3) Plano para desenvolvimento distribuído em qualquer lugar
4) Plano de backup externo

Com essas  linhas já citadas você deve complementar conforme a necessidade. O importante é ter o seu servidor de desenvolvimento sempre disponível e de preferência em um servidor com RAID espelhado e até em uma estrutura virtual baseada no Hyper-V com o Live Migration.

Você precisa deixar uma pessoa encarregada de levantar uma maquina de desenvolvimento carregando uma imagem com todas as ferramentas necessárias para o seu dia a dia e com um SLA (Service level agreement) definido para atendimento conforme os critérios do projeto você pode usar o Visual Studio Team System para gerenciar o mesmo em qualquer lugar.

Portanto em caso de necessidade pode abrir uma conexão para um desenvolvedor externo trabalhar no projeto e ser gerenciado como se estivesse localmente.

Eu observei dois casos recentemente que me levaram a pensar mais profundamente sobre o assunto. O primeiro foi em uma empresa que já trabalhei alguns anos atrás e foi quase destruída por um incêndio em um andar inferior. Outro caso bastante interesse foi comentado por um cliente que estava reformando o prédio da empresa e uma caixa d’água estourou alagando tudo.

A grande questào envolvida é que esse fatos afentam os nosso projetos e precisamos fazer valer o planejamento dos riscos. Não é atoa que a diciplina Risk Management está presente no dia a dia dos gerentes de projeto.

Voltando ao tema do artigo que foi o motivo desse post é que nós trabalhamos com pessoas nos projetos e não somente com maquinas. Portanto precisamos nos preocupar também em usar a nossa tecnologia para suportar o desenvolvimento do software em qualquer lugar.

Um assunto legal que estarei comentando em outra oportunidade é sobre o uso do Visual Studio Team System para colaboradores que trabalham em Home Office. Grandes empresas já estão adotando com sucesso a anos seja em tempo integral seja parcial em um modelo misto.

Sucesso em seus projetos e fique de olho nos riscos para garantirmos a nossa entrega.

[],
Ramon Durães
MVP, Especialista em Visual Studio Team System
Ramon vive o seu dia a dia em projetos de software