Um passeio pelo Formspring.me

Atendendo a uma pergunta feita pelo amigo Reilly Rangel sobre o meu uso no Formspring eu resolvi publicar aqui esse bate papo para você que ainda não mergulhou em mais essa novidade nas redes sociais.

Eu como bom estudante de redes sociais e empreendedor não poderia deixar de conhecer o FormSpring. Com tantas redes sociais acabamos por achar que seja mais uma para administramos. E o FormsSpring trouxe algo simples e diferente que é a possibilidade das pessoas lhe fazerem perguntas aleatórias e até anônimas. Eu resumo o FormSpring como “Entrevista em tempo real”.

Eu tenho observado em meus estudos baseado nas perguntas que recebo como uma grande fonte de sugestões para artigos e temas que posso tratar em outras redes sociais como o Twittere e até oportunidades comerciais como novas linhas de investimento. O FormSpring me lembra aquela formulário anônimo que colocamos na empresa para que os colaboradores e clientes possam dar sugestão sobre determinada questão que podem ir desde atendimento, qualidade do produto ou serviço.

Devido ao meu perfil publico as perguntas são sempre direcionadas a tecnologia o que tem sido muito produtivo para manter uma alinhamento com o que as pessoas pensam e o que esperam de min. No inicio tinha muitas perguntas meio sem rumo e agora está indo muito bem com boas questões. Algumas pessoas tentavam me impor respostas. Eu achei isso muito interessante e nada diferente do que já acontece em qualquer entrevista ao vivo que você participe.

Felizmente não tive nenhum aborrecimento até pela forma que já me apresentado no mercado e transparência que aplico em todas as minhas atividades que me permitem usufruir com tranqüilidade de todos esses recursos sem preocupações. Você ao abrir o seu FormSpring deve ter sempre em mente quais são os seus objetivos e ir conduzindo o andamento em função essa estratégia.

Ao mesmo tempo venho acompanhando o FormSpring de diversas pessoas amigos e até desconhecidos justamente com o objetivo de entender melhor essa nova plataforma social e como usar da melhor forma. Eu vejo que as perguntas direcionadas a mulheres são quase sempre pessoais o que não é um bom caminho a não ser que seja uma aspirante ao BBB. Portanto se você não for um religioso ou político não vejo muita necessidade de aprofundar nesses temas.

Quando o uso é pessoal as pessoas confundem e procuram usar do anonimato para se expressarem o que pode resultar até em ofensas para a pessoa que está respondendo a questão. No entanto você pode simplesmente excluir aquela pergunta. Portanto o impacto da resposta deve ser muito bem avaliado pela pessoa que está sendo entrevistada.

Apesar do Formspring abrir um canal anônimo para envio de perguntas não implica que você deve responder todas ou qualquer questão que comprometa a sua integridade ou de terceiros. Daí não vejo nenhum problema em qualquer pessoa utilizar uma vez que pode filtrar e só liberar as questões apropriadas com o seus objetivos conforme já conversamos anteriormente.

Eu permito que me envie perguntas anônimas ou identificadas e é interessante isso. Mesmo para questões simples as pessoas não se identificam e é uma coisa que tenho trabalhado para entender esse comportamento nesse tipo de rede. Enquanto uns fazem de tudo para se mostrar outros preferem ficar escondidos. São essas diferenças da geração y que me motivam a continuar pesquisando.

Qualquer pessoa publica pode usar essa ferramenta para obter o feedback sobre o que pensam sobre você, seu trabalho e suas idéias sobre determinadas questões avaliando sempre o conteúdo das respostas terá mais um grande aliado de comunicação com seus colaboradores, amigos, clientes e a comunidade em geral.

Visite agora mesmo o meu formspring e participe desde já nos comentários! 

[],
Ramon Durães