A arte de inovar em uma Startup

A arte de inovar em uma StartupO termo Startup originou-se durante a fase da primeira bolha da internet no Vale do Silício que é uma área ao norte da Califórnia onde se concentra as principais e mais inovadoras empresas de tecnologia nos EUA e no mundo. Com o tempo foi se espalhando e já é bastante conhecido e usado no Brasil. Você pode criar uma Startup em qualquer área sendo mais fortemente ligada aos negócios que envolvem tecnologia pela velocidade em conquistar um mercado gigantesco em questão de horas.

Com os recursos de tecnologia disponíveis hoje para desenvolvimento de software e hospedagem usando Cloud Computing está cada vez mais barato montar uma nova empresa global juntando um grupo de amigos presentes em qualquer lugar do planeta e dar o primeiro passo na criação da sua Startup que pode vir a ser o próximo twitter, google e até um facebook.

Com a internet as pessoas passaram a ter uma presença mais próxima independente de onde estejam o que facilita em muito a organização de ideias e inovação. Você pode fazer reuniões diárias usando VOIP com chat, vídeo e demais recursos entre todos os participantes da Startup sem gastar um centavo e isso em qualquer horário do dia e da noite. Com um sistema integrado de planilhas e documentos você pode manter um backlog colaborativo para que todos possam compartilhar a evolução dos trabalhos e principalmente novas ideias que vão aparecer no decorrer do dia a dia.

Usando uma ferramenta para compartilhar código e integrar toda a conversação do projeto você pode transformar qualquer terminal de computador conectado a internet em um ponto de trabalho da sua empresa. É muito importante que tenha em mente que no estágio inicial onde ainda está amadurecendo as suas ideias o maior desafio será superar esse ponto e ter em mãos um protótipo funcional no menor custo. O tempo máximo entre essa operação tem que ser de três meses. Se você estiver perdendo muito tempo nesses estágios iniciais certamente seu projeto nunca vai sair do papel ou já vai aparecer outro concorrente conquistando todo o mercado.

O principal ponto de uma startup é ser ágil em todos os sentidos. Deixa para pensar em plano lindos de negócios quando tiver algo em mãos. É muito importante usar todos os recursos disponíveis para reduzir os custos ao máximo e dedicar na criação do produto. Não adianta ter ideias e não conseguir colocar em prática. Conversando com muita gente ligada a essa área escuto sempre a mesma coisa “faça acontecer”. As principais empresas inovadoras do mercado atual foram criadas sem um plano de negócios. Isso evita que a empresa morra antes mesmo e iniciar a implementação que é outro problema que acontece. Muita gente com ideias fantásticas que ficam aposentadas até verem outros projetos similares.

 

O empreendedor é movido por sangue quente nas veias. É um perfil que não tem medo de chuva, sol, sono e alimenta-se da realização de um sonho. Uma boa literatura é o livro Startup de Jessica Livingston que apresenta os desafios de grandes empresas que passaram por tudo que você está passando hoje ou vai passar. Eu fiquei emocionado na leitura do livro e foi para min uma grande fonte de renovação.

Em meados de 1999 eu fundei minha primeira Startup. Era um portal de relacionamento e socialização de pessoas na época em que blogs eram raros ou não existiam e tão pouco sites como Orkut e facebook. O projeto cresceu tanto que fomos expulsos de vários hosts até que decidimos suspender o projeto por está caro hospedar devido a custar muito caro no Brasil manter um site com mais de 1 milhão de visitas naquele tempo. Como todo projeto de Startup era feito em casa nas horas vagas e foi crescendo absurdamente superando os nossos objetivos. Eu lembro quando o google chegou e começou a aparecer nos relatórios de visitas.

Para ser um empreendedor você não pode ter medo errar. Até acho que é o primeiro passo para você acertar algum projeto. Imagina que é igual andar de bicicleta. Muitas vezes tomamos muitas quedas antes de acerta. Quando tiver empreendedor mesmo que não dê certo você consegue capturar uma experiência única que se torna um capital muito valioso para aplicar em qualquer outro projeto. Quanto maior a sua coragem de arriscar mais próximo estará do sucesso. O sucesso do facebook é um clássico exemplo atual de muita dedicação e coragem de arriscar, mudar de vida e acreditar na realização de um sonho.

Eu tenho algumas dicas para você iniciar a sua organização de ideias e pensar na sua próxima Startup. Você pode responder as perguntas em qualquer sequencia. É apenas para que saiba responder rapidamente na primeira oportunidade que tiver para fazer um pitch e até avaliar para você mesmo se a sua ideia é realmente uma ideia que vale o seu investimento pessoal.

#1 Qual a sua proposta e como está inovando?
#2 Qual o publico alvo (local, nacional, global)?
#3 Qual dificuldade de implementar (Tecnologia, Humana, Legal)?
#4 Quanto custa fazer, e quanto tempo ?
#5 Como divulgar e conquistar o mercado?
#6 Qual modelo de negócios (Publicidade, venda, aluguel, receita recorrente)?
#7 Quais objetivos primeiro e segundo ano?
#8 Quem são os concorrentes?
#9 Qual os riscos desse projeto?
#10 Qual a sua experiência?

 

Quando você estiver convencido que o seu projeto é um sucesso então é o momento de ir a rua e conversar bastante com outras pessoas para que possa ouvir e aprimorar a sua ideia. Muitos empreendedores novos tem receio de conversar. Eu lhes digo que ninguém é toda da informação e a diferença está em quem vai implementar. Já aconteceu comigo de imaginar algo e encontrar pessoas com a mesma linha de pensamento. Por isso com quanto mais pessoas você conversar mais vai reforçar e aprimorar o seu projeto além de conquistar possíveis sócios e até investidores.

O Brasil está atualmente em uma situação comercial muito favorável atraindo investidores de todos os cantos buscando justamente pessoas com o nosso perfil Brasileiro que procura inovar e não tem medo de trabalho. Grandes fundos de investimentos internacionais e Brasileiros estão abrindo as portas no Brasil para projetos criados por aqui. A preocupação do investidor é justamente em ter o retorno para o seu investimento independente de onde seja feito. Eu diria que estamos no ano das Startups no Brasil e você que está lendo agora não pode perder essa grande oportunidade.

Os investidores se dividem em algumas categorias que estarei listando para que você possa ter um a melhor compreensão desse mercado e saiba o momento melhor de falar com cada grupo. O primeiro é o Angel Investor que entra em seu negócio ainda na fase zero e ajuda a tira do zero com investimento médio de $25.000 dólares. Com start do negócio e faturamento inicial você pode ir buscar o Seed Funding para fazer a empresa crescer e gira em torno de $100.000 dólares. Com a conquista de mercado e faturamento você pode procur
ar o Venture Capital para investimentos acima de $1.000.000 e empresas que estão se preparando para abertura de capital IPO. Com a sequência de rodadas de investimento temos os Private Equity que envolvem empresas com altíssimo faturamento e fusões com outras companhias.

O Brasileiro tem a inovação e o empreendorismo no sangue. Basta sair na rua e observar como as pessoas enfrentam as dificuldades do próprio dia a dia e se transformam. Aproveite o momento para colocar em prática suas ideias e transformar a sua vida e a de todas as pessoas em sua volta. Para reduzir os investimentos e riscos iniciais você pode convidar outras pessoas que tenha afinidade e que possam contribuir na realização da ideia a terem participação no negócio. Grande parte das startups iniciam dessa forma e não precisa ser diferente com você.

A cada minuto milhares de pessoas estão em todo mundo tentando construir algo diferente para a sociedade. Aproveite e seja um deles. Guardar uma ideia só vai fazer envelhecer e perder o valor. Se você não consegue colocar em prática procure outras pessoas que consigam lhe ajudar nessa difícil tarefa. Não vou dizer a vocês que é fácil. Mas lhe garanto que é mais difícil conviver com um sonho não realizado. Utilizem todos os seus contatos em sua rede social e deixem todos saberem seus objetivos que de repente pode até conquistar um investidor Seed na própria família.

Participe nos comentários e vamos juntos transformar o Brasil em um grande centro de empreendedores e Startups no mundo. Se cada um de vocês fizer uma pequena contribuição já estaremos ajudando muita gente. Use o espaço de comentários e participe assim como o botão recomendar.

Para saber mais:
O que é uma startup?
Qual a diferença entre investidor anjo, seed e venture capital?
Angel investor
Seed Money
Venture capital
Private Equity

[],
Ramon Durães
”Empreenda nem que seja levando brigadeiros para vender no serviço mas saia do lugar”
Startup está no sangue!!!