Datacenter do Windows Azure chega ao Brasil

7217-windows-azure-logo-v_6556ef521A Microsoft acaba de anunciar a disponibilização de um datacenter do Windows Azure no Brasil em São Paulo já disponível para todos os clientes no primeiro semestre de 2014. Com um investimento global de cerca de $1 bilhão de dólares no Azure a companhia reafirma o seu compromisso em Cloud Computing alcançando atualmente 89 países. É super importante você ter essa visão desses números para compreender o quanto é grande os investimentos para se ter uma solução global de nuvem.

Com essa nova região Brasil as principais barreiras das pessoas que por falta de conhecimento tem preconceito contra a nuvem passam a ser vencidas tendo os seus dados armazenados em território nacional. O Brasil tem se destacado em todo o mundo e esse grande investimento local só reforça o quanto é importante está por aqui para acompanhar esse crescimento e acreditar no pais.

O modelo de nuvem ainda é muito confuso na cabeça de muita gente. Mas em linhas gerais permite a você contratar um serviço conforme a sua necessidade sem precisar imobilizar um grande capital em hardware, software e operação de um data center próprio. Quem acompanha a tecnologia sabe o quanto se perde imobilizando investimentos em servidores próprios e o quanto é custoso sua operação. Outro fator decisivo é a velocidade com que você pode escalar para um grande número de servidores atendendo a sua demanda com a melhor experiência possível.

Estamos chegando ao final de 2013 e ainda é possível ver grande parte dos portais de comercio eletrônico no Brasil funcionando inadequadamente durante uma promoção de Black Friday por falta de um modelo escalável para dar conta da demanda emergente durante os períodos de pico. Para os mais “antigos” e com boa memória tivemos um momento clássico relacionado a um show de madona no Brasil que caiu site e desesperadamente os produtores criaram vários links para servidores diferentes para tentar atender a demanda durante o pico de pessoas tentando comprar o serviço.

Algumas siglas novas sugiram ao longo dos anos e ainda causam muita confusão na cabeça das pessoas como SaaS (Software as a servisse), PaaS (Platform as a servisse), IaaS (Infrastructure as a Service) e é super importante entender esses principais conceitos para melhor definir a sua estratégia de computação em nuvem.

O modelo SaaS é aplicado quando você está oferecendo um serviço seu como por exemplo a Microsoft oferece o Office 365 e o Visual Studio Online. No caso do IaaS é modelo tradicional de entrada em nuvem baseada em uma máquina virtual embaixo do azure que você carrega o seu sistema operacional e cuida de toda operação do software local tendo a possibilidade de escalar capacidades de memória, disco e recursos de processamento e o modelo PaaS também disponível no Azure oferece a computação no estado maduro de nuvem onde você foca no negócio e não se preocupa com a operação do serviço.

Com essa breve introdução aos modelos de IaaS e PaaS você quando estiver pensando em nuvem terá essas duas possibilidades dentro da estratégia do Windows Azure além de criar um modelo misto por exemplo utilizando recursos de ambos.

Quando você pensa em  Cloud Computing você tem recursos computacionais distribuídos e ilimitados com opção de replicação local e global e isso faz a diferença, pois é aplicável em todos os tamanhos de negócios dos pequenos que estão iniciando as suas Startup e possuem recursos altamente limitados até as grandes corporações que dispõem de investimentos e em contra partida requer recursos mais avançados de computação.

Nós temos trabalhado na 2PC nos últimos anos com diversas empresas de software em todo o Brasil preparando as suas aplicações e estratégias de negócios para explorarem o potencial da computação em nuvem. Aproveitar o melhor modelo de nuvem para a sua empresa faz parte de um ciclo de mudanças que se inicia não somente na área de tecnologia, mas envolve a área de negócios com a mudança do conceito de produto em caixinha para o modelo de serviço “SaaS” focando em um novo produto simples, ágil e escalável.

Nós últimos anos o mercado passou a contar com o apoio do arquiteto de software e agora com a chegada da nuvem cada vez mais acessível e próxima de todos é fundamental planejar uma estratégia de nuvem aderente com um arquiteto de solução especializado em Cloud Computing que consiga analisar o seu cenário de negócio e traçar o melhor caminho para que você possa explorar os principais recursos no seu negócio.

Para saber mais:
Microsoft lança o Windows Azure no Brasil

[],
Ramon Durães
CTO na 2PC
MVP, Visual Studio ALM
PSM, PSD, CSM