Code Review é perda de tempo

Code Review é perda de tempo`

O processo de revisão de código em um projeto de software é amplamente discutido no dia a dia dos projetos. No mercado hoje temos excelentes ferramentas de Code Review inclusive incorporadas ao Visual Studio usando TFS / GIT. Porém o que mais tenho visto são pessoas focadas no problema e não na solução.

O mercado demanda por ações mais ágeis e seguras por isso saliento a importância de enfrentar os problemas na origem evitando perda de tempo e retrabalho antes mesmo da revisão de código. O novo mercado mais ágil e competitivo exige também novos pensamentos e entregas mais eficientes.

 

.

`

Com frequência em contato com clientes aparece as demandas por algum processo de Code Review principalmente em projetos que estão em nível de “caos”. Em minhas avaliações todas as demandas que aparecem surgem acreditando que a revisão de código é a solução mágica para resolver os problemas de software mal implementados e isso não é realidade. Olhar para o Code Review dessa forma é simplesmente tentar passar o problema a frente.

Em um cenário recente um cliente chegou a ficar chateado comigo por que alertei o mesmo que era perda de tempo tentar resolver um problema no final. Na verdade, estudos comprovam que custa 30 vezes mais. Na visão dele era necessário parar todas as entregas achando que uma pessoa superpoderosa “CloudMan” iria processar todo o código implementado e validar antes liberar no controle de versão. Mais uma vez eu questionei o mesmo sobre a necessidade de ter qualidade de software, fato ignorado pelo mercado e pelo cliente nesse projeto.

Faz uns cinco anos que vi o mesmo cenário em um outro cliente que tirou o acesso de todos os desenvolvedores ao repositório para que o super revisor “Sênior” pudesse aprovar os códigos. O resultado vocês já podem imaginar. Paralisou as entregas, o revisor não tinha condição nem de olhar o código dele e é obvio que a qualidade despencou e de última hora liberaram tudo do jeito que estava. Não foi problema de revisão de código e sim de interpretação do recurso.

O problema que estou discutindo não está relacionado ao Code Review e sim ao pensamento equivocado no uso do mesmo não trazendo o resultado esperado. Eu recomendo a prática de revisão de código em vários cenários incluindo  programação em par, esclarecimento de uma implementação e compartilhamento de experiência e resolução de uma questão conflituosa.

O Code Review deve fazer parte de um conjunto de práticas dentro do conceito  “Continuous Quality Enablement” promovendo a qualidade desde o inicio pensando em padronização, reuso, alinhamento com o negócio, testes unitários integrados de forma que seja mais um passo de muitos que juntos proporcionam uma nova experiência em desenvolvimento ágil de software focado em qualidade e alta produtividade.

Se você já usa Code Review continue utilizado, não existe problema no mesmo. Esse artigo traz uma provocação em um contexto comum nos projetos de software no Brasil e não contradiz a revisão de código e sim como uma porção do mercado interpreta. Nunca deixe de se questionar como estão construindo os projetos de software. O que mais vejo são projetos não planejados com alto índice de retrabalho e baixa qualidade. O mercado em geral ainda não entendeu a importância de se pensar na estratégia da aplicação desde o início.

Na 2PC nós implantamos nos nossos clientes a nossa solução conhecida como  “DevPrime ®” que traz as principais práticas de desenvolvimento ágil, gestão de aplicações e DevOps. Desejando conversar mais um pouco sobre Enterprise Software entre em contato.

Até a próxima !!!

Ramon Durães
Chief executive officer (CEO)
2PC IT Services
MVP, Visual Studio ALM
PSM, CSM, PSD, LKU